domingo, 9 de dezembro de 2012

Iniciando o projeto e preparando a proposta de TCC!

É hora de começar a pensar no projeto do TCC, como produzir um jogo, qual o foco, o tamanho do projeto e que ferramentas utilizar.
Bem, cada um tem um gênero de jogo preferido, ou mesmo um estilo de jogo que aprecia mais em relação a outros, por isso, uma coisa interessante a se fazer nesse momento é juntar o útil ao agradável.
Assim, no meu caso resolvi homenagear o estilo de jogo que mais marcou minha história de jogatinas, os jogos de plataforma, ou sidescrollers clássicos.
Já com o gênero definido, é hora de pensar nos demais componentes básicos para o jogo, tais como a história, personagens, vilões, a mecânica do jogo e colocar tudo no papel gerando um documento bem básico e conceitual que servirá de ponto de partida para o projeto e também de guia básico para futura expansão de conceitos.
Assim, como sempre fui muito fã dos clássicos da Nintendo e Sega, parti para essa linha, criando o jogo Lazy Lion: Leão Preguiçoso, no qual o personagem principal é um leão, o Kon que deve se aventurar por sua ilha natal a fim de deter o avanço de uma gangue de macacos babuínos, os Baboonligans, que estão promovendo uma verdadeira desordem na pacata ilha.
O jogo tem uma temática que possibilita pessoas de qualquer idade a jogar, pois não possui violência.
Já com esses conceitos definidos, o próximo passo é definir para qual plataforma o jogo será feito, tendo em mente que o jogo visa atingir qualquer pessoa que aprecie o gênero, e também, a possibilidade de difundir o jogo facilmente, escolhi desenvolver para dispositivos móveis com o sistema Android, justamente pela popularidade.
Ai começou uma intensa pesquisa por linguagens e ferramentas de desenvolvimento, que culminaram com a escolha da Corona SDK e a linguagem de programação brasileira Lua.
Novamente a escolha tem como base a difusão de conteúdo, a praticidade de desenvolvimento, e claro, os custos, nesse ponto, Corona tem trial ilimitado, apenas caso se deseje vender o jogo seria necessário comprar a licensa, que também não é cara.
Bem, voltemos então para a elaboração da proposta de TCC, o objetivo desse documento é apenas apresentar formalmente a instituição de ensino, uma proposta do que se vai desenvolver, o escopo do projeto, ferramentas que serão utilizadas, enfim, dar uma posição do que você deseja para seu TCC para que os professores tomem ciência e possam dar suas opiniões.
A dica é simples, tomar cuidado para não prometer algo que não se pode alcançar, nessa hora é melhor propor o básico, caso depois se deseje implementar mais coisas, isso vai contar como algo positivo, afinal, melhor propor algo e fazer a mais do que propor algo e depois ter que retirar coisas.
Assim para auxiliar no entendimento, segue o link da minha proposta de TCC que acabou por ser aprovada sem resalvas.

Bom, é claro que existem muitos outros pontos importantes que cada um deve levar em consideração para elaboração da proposta, pois cada instituição de ensino exige coisas diferentes, mas via de regra, um bom projeto é sempre muito bem recebido pelos professores. Tenha em mente também que o projeto sofrerá bastante mudança ao longo do desenvolvimento, isso é natural.
Por hora fico por aqui, em breve seguiremos com mais documentos e etapas do desenvolvimento.

Abraço a todos.
Sergio Alexandre Ferreira Guelfi

Nenhum comentário:

Postar um comentário